Junho 15 2012

 

Tal como em nós, os excessos pagam-se. Um dia, por inevitabilidade, perante a batuta do médico, lá acabaremos por cumprir a dor de um programa de tratamento. E valha-nos a compensação quando percebemos que chegamos a tempo.

 

Portugal, por inevitabilidade, pediu assistência. Tal como a prescrição num consultório, foi estabelecida uma campanha dura por um triunvirato soturno.

 

E que raio, como sabemos que emagrecer dói! Ainda, assim, é de reconhecer que cumprir a receita é um bom princípio, uma hipótese de cura. Se o médico for bom!

 

Mas longe de ser tudo. É necessário uma motivação que augure uma genuína vontade de mudar de vida. O centro está em nós, ávidos de uma estratégia e de referências mobilizadoras. É esse o grande ponto!

 

Continuamos com meros “Impulsos” nas medidas para jovens ou menos jovens. Terapêuticas temporárias, impulsivas e reativas da situação. Melhor do que nada dirão alguns. Sim mas longe de representar uma aposta estruturante e concertada que ambicione uma estratégia sustentável para o crescimento.

 

O que se assiste, em pleno tratamento, é a recorrente assunção sobre a inevitabilidade das coisas, o que motiva cortes sucessivos sem que tal corresponda a uma verdadeira cirurgia.

 

Por outro lado mitiga-se a dimensão humana secundando a cultura, arrastando a sociedade para a sua própria desvalorização.

 

A tarefa não é fácil mas da inevitabilidade da praxis atual é urgente passar à implementação de políticas incentivadoras da formação, do empreendedorismo e investimento na área de produção de bens transacionáveis. Renegociar as políticas europeias comuns, regular as cadeias distribuidoras e incentivar a produção, começando pelo princípio das coisas que é ensinar a fazê-lo.

 

Como em nós, tudo começa na cabeça, na autodeterminação e no rumo do que acreditamos. Precisamos de medidas articuladas, de visão e conhecimento, por contraponto ao impulso e à reação. Isto é se queremos mesmo vencer a doença para sempre!

publicado por pontoprevio às 16:52

mais sobre mim
Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO