Junho 13 2013

Por uma fresta reparo que estás de novo frente ao espelho. Certamente perdida no sonho do teu futuro. Nessa secreta esperança de refreares a ansiedade de seres crescida. Ainda não sei a tua avaliação mas já sei tudo o que me interessa sobre o ano letivo. Não preciso das notas para ter um orgulho do tamanho do mundo. Superas sempre aquilo que julgas que esperam de ti.


Olha quando me assomo ao espelho, tantas vezes sem aviso prévio afloram memórias passadas. Ao contrário de ti que sonhas com o futuro. Por vezes assola-me um menino que não conheceste mas que se parecia contigo. Também ele frente ao espelho se perguntou pelo amanhã. Também ele fez da escola uma passagem sem mácula.


Essa convicção no caminho, sendo tua, talvez reflita também valores de geração, de um legado. Assim quero acreditar. Essa será sempre a herança mais valiosa que quaisquer pais podem transmitir. Também eu tive esse privilégio.


Ainda assim jamais ouses pensar que o sorriso da vida, o destino feliz, o futuro que almejas, o que for, te cairá simples como recompensa por superares aquilo que julgas que esperam de ti. É uma parte mas não é tudo! Só mesmo a vida te trará respostas às surpresas que a vida te colocará.


O drama dos pais que também sonham com o futuro dos seus filhos é reconhecerem a impotência em explicar as exigências da vida. Ela própria cheia de paradoxos. Desejamos crianças competentes, treinadas para os bons resultados, o que lhes impede de experimentar e suplantar os erros, competência determinante para o próprio sucesso. Ambicionamos crianças seguras e protegidas, o que é contrário ao risco e ousadia que muitas vezes a vida requer. Idolatramos o respeito pelas diferenças e pela humildade condicionando o valor e o treino de quem ambicionará vir a ser um líder. Estimulamos a capacidade de trabalho e o mérito individual negligenciando a importância de dar tempo e paciência para fomentar redes pessoais.


Sim porque a vida é uma escola bem maior do que a escola de cada criança. E a avaliação da vida é um julgamento profundamente misterioso. Ainda assim a consciência tranquila de ter feito bem aquilo que julgamos que deveria ser feito é um bom passo para a nossa própria serenidade… Parabéns filhota, fazes-me muito feliz!

publicado por pontoprevio às 18:49

mais sobre mim
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO